Outros horizontes

Responsabilidade Social no Ensino Superior

Comissão sectorial para a Educação e Formação

Data: 2017

O Grupo de Trabalho para a Qualidade no Ensino Superior (GT2) é um dos 2 grupos constituintes da Comissão Setorial para a Educação e Formação (CS/11), legalmente enquadrada pelo Decreto-Lei n. 71/2012 de 21 de março, criada em novembro de 1996, no âmbito do Sistema Português da Qualidade (SPQ), tendo iniciado a sua atividade em fevereiro de 1991.

A CS/11 desenvolve a sua atividade no âmbito do Instituto Português da Qualidade, e tem um projeto que visa identificar, analisar e disseminar os referenciais e as práticas de qualidade nas instituições de ensino e formação profissional. tem como missão:

Analisar os vetores influentes da qualidade nas instituições de Educação e Formação;

Promover e dinamizar sistemas e metodologias que permitam o planeamento, a gestão, a avaliação e a melhoria do desempenho das Instituições de Educação e Formação.

A CS/11 é constituída pelos seguintes grupos de trabalho:

GTi - Educação e Formação

GT2 - Ensino Superior

 

A Cozinha é um laboratório

Margarida Guerreiro, Paulina Mata

Data: 2017

Preço c/IVA - 18,90€

OS QUÊS E OS PORQUÊS DA COZINHA

Há uma área da actividade humana na qual todos nos habituamos, mesmo os mais críticos, a cumprir ordens submissamente e sem nada questionar. Tomemos como exemplo um excerto de uma receita de musse de chocolate:

  • Parta a tablete em quadradinhos
  • Junte-lhes manteiga
  • Leve a derreter em banho-maria ou no micro-ondas
  • Bata as gemas com o açúcar...

Todas as instruções são dadas no imperativo! Por vezes é-nos concedida liberdade para um pormenor de acabamento. "...servir simples ou polvilhada de nozes picadas".

Que sorte podermos decidir alguma coisa!

Com este livro gostaríamos de mostrar às pessoas que cozinham que a maior parte das directivas culinárias que tem recebido ao longo da vida têm uma razão de ser - mas que também as há que não têm razão alguma. É importante questioná-las, tentar compreendê-las...

As alterações que os alimentos sofrem durante os processos culinários têm justificações de base científica que a maior parte das pessoas desconhece. Daí que cada passo duma receita possa ser compreendido à luz de conhecimento científico. A cozinha é mesmo um laboratório!

Compreender o que se passa quando preparamos um belo bife grelhado, com ovo a cavalo e acompanhado de batatas fritas pode não trazer grandes melhorias no resultado final, mas dá, por certo, algum prazer intelectual e faz-nos entender que as tais instruções são o resultado de um trabalho baseado no método da tentativa e erro levado a cabo ao longo de anos e anos.

Certamente já lhe disseram que a curiosidade matou o gato. Não vá nessa... Não tenha medo!

Vamos decifrar conjuntamente alguns dos enigmas culinários que nos têm perseguido.

A outra Margem da NOVA

Maria Paula Diogo. Ana Carneiro. Isabel Amaral. Paula Urze. André Pereira. Ivo Louro. João Machado

Data: 2017

A OUTRA MARGEM DA NOVA

A Faculdade de Ciências e Tecnologia no Campus da Caparica

 

A Outra Margem da NOVA. A faculdade de Ciências e Tecnologia no Campus da Caparica analisa as dinâmicas de construção da identidade da Faculdade de Ciências e Tecnologia nestes seus primeiros 40 anos, enquanto um actor que representa um colectivo, uma cultura de grupo.

O título que escolhemos acentua, pois, esta identidade própria: a outra margem no plano geográfico - o Campus do Monte de Caparica, para lá do Tejo, que tanto marcou a identidade da Faculdade de Ciências e Tecnologia - é, também, uma alternativa de cultura científica e pedagógica, assente na interdisciplinaridade, no debate e na relação próxima entre docentes e alunos.

FCT VIVA

Maria Rosa Paiva. Mónica Almeida

Data: 2017

FCTVIVA é um projecto que tem por objectivo dar a conhecer a biodiversidade existente no Campus da FCT/UNL. Para tal, foram identificadas as espécies de plantas - árvores e arbustos, líquenes, animais vertebrados e alguns dos animais invertebrados mais comuns no Campus, sobre as quais foi reunida informação que ficará disponível num site (em construção). Esta publicação reúne uma amostra dos organismos incluídos no projecto FCTVIVA. Esperamos desta forma despertar a curiosidade dos leitores pela diversidade de seres vivos que, tal como reconheceu Alexandre von Humboldt no século XVIII, foram a teia da vida e integram o "Kosmos", que habitamos.

Obras de Pedro Bruno Teodoro Braumann

Pedro Bruno Teodoro Braumann

Data: 2018

Preço c/IVA - 34,90€

Professor Doutor Pedro Bruno Teodoro Braumann (1919-2003), nascido em Munique, fixou-se em Portugal em 1935 e fez a licenciatura (1943) e o doutoramento (1951) em Matemática na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, onde iniciou em 1945 a carreira académica, desde 2º assistente a professor catedrático e Diretor do Departamento de Estatística, Investigação Operacional e Computação.

Jubilou-se em 1989 na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa como professor catedrático do Departamento de Matemática e coordenador de uma linha de investigação do Centro de Matemática e Aplicações.

A sua carreira académica desenvolveu-se ainda noutras universidades em Portugal (Aveiro e Lusíada de Lisboa), assim como por Angola (Luanda e nas delegações do Huambo e Lubango), onde também foi diretor de departamentos de Matemática.

Após uma bolsa de especialização na Universidade de Stanford (1955-6), foi pioneiro em Portugal na divulgação, na modernização do ensino e na investigação em Medida, Probabilidade e Estatística Teórica.

A sua investigação mais relevante em termos nacionais e internacionais, principal objeto também da sua vasta obra de livros e artigos publicados, bem como de conferências convidadas e comunicações nacionais e internacionais, incidiu sobre distribuições infinitamente divisíveis e limites de somas de variáveis aleatórias independentes, tendo um dos seus teoremas ficado conhecido na literatura internacional especializada por “Braumann’s theorem”.